Samuel Lupi dos Santos Jorge

(nascido em 1897 - casado em 7/dez/1961 - falecido em jan/1964)

Filho único de António dos Santos Jorge e de sua mulher e prima Maria Cândida dos Santos Lupi, primo de José Lupi, dois nomes muito ativos e marcantes, os dois netos de Samuel Lupi, pouco acabou por se falar sobre  este Samuel.

Recebemos porém (20/06/08) um riquíssimo relato sobre este personagem, enviado por Miguel Alves Caetano, o qual colamos abaixo, seguido por outros estratos.


[De: Miguel Caetano, Enviada em: sexta-feira, 20 de junho de 2008 07:56]

... Estudou agricultura em França, na Universidade de Montpellier. Quando regressou a Portugal começou a acompanhar a gestão das Herdades de Rio Frio e Machados. Seu pai, António dos Santos Jorge, morreu nos primeiros anos da década de vinte do século passado, ainda Samuel não tinha 30 anos.

Durante poucos anos esteve sozinho nessa tarefa, pois entretanto o seu primo direito, José Lupi terminara o curso de Agronomia, apresentando um relatório final do curso intitulado “ Contribuição para o estudo do fabrico de queijo do tipo “Alentejo””, trabalho acompanhado por um pequeno estudo sobre o leite e as condições de exploração do gado que o produz. Estes trabalhos foram realizados com base na Herdade dos Machados, com recolha de dados entre 1927 e 1930, ano em que entregou o seu relatório final. Durante estes anos José Lupi colabora com Samuel na gestão da desta Herdade, que abandona depois de se casar em 1930, ficando como administrador residente da Herdade de Rio Frio. Nesse ano, Samuel dos Santos Jorge completava 33 anos e seu primo 28.

A família Santos Jorge tinha um escritório na rua Nova do Almada, em Lisboa (na Baixa), onde se tratavam os problemas de gestão conjunta das Herdades Santos Jorge – contabilidades, finanças, alguns actos comerciais, e se tomavam as grandes decisões. Samuel começou a passar cada vez mais tempo neste escritório, onde seu primo se deslocava com frequência. Samuel passou a ir cada vez menos a Rio Frio, mas continuou a ir com alguma regularidade a Machados, cuja gestão corrente estava entregue a um feitor.

Enquanto sua mãe foi viva, viveu em casa dela, em Lisboa, na rua Mousinho da Silveira. Maria Cândida Lupi dos Santos Jorge morreu com 96 anos em 1961, fazia Samuel 64 anos. Decidiu então casar com Ermelinda Martinez, que já conhecia há muitos anos. Ermelinda Martinez era viúva dum senhor de apelido Tristão Neves, do qual tivera um filho e uma filha. Por morte de Samuel Lupi dos Santos Jorge, em 1964, a Herdade dos Machados e outros bens foram herdados pela sua viúva, que os transmitiu para os seus filhos, que na altura da morte de Samuel ainda não teriam 35 anos.

Durante muitos anos a Casa Agrícola Santos Jorge foi administrada por Nuno Tristão Neves, seu proprietário conjuntamente com sua irmã. A Herdade dos Machados foi ocupada e expropriada em 1975, e até agora os seus proprietários apenas conseguiram reaver cerca de metade da dimensão original, explorando directamente menos de 3000 hectares. Em 2008, segundo notícias da imprensa, venderam parte da sua Sociedade (Casa Agrícola Santos Jorge) a um grupo espanhol, com o objectivo de recuperar o olival, que já foi um dos mais importantes de Portugal.


[trecho do relato...]

...No seu testamento, feito em 1909, José Maria dos Santos deixa...
...a Herdade de Rio Frio (incluindo a Barroca d'Alva e todas as outras atrás mencionadas) à sua sobrinha Maria Cândida Santos Lupi e a seu marido, também seu sobrinho, António Santos Jorge... (
...A seu sobrinho Samuel Lupi, ficaram todas as propriedades que o senhor possuía nos concelhos de Moura e Serpa [notadamente a Herdade de Machados]...)

... Como consequência, António dos Santos Jorge, na sua qualidade de herdeiro do remanescente, recebe também a Herdade de Machados...

... Samuel Lupi dos Santos Jorge, por escritura de 2 de Dezembro de 1961 ... faz uma doação pura e irrevogável a José Lupi e esposa de todas as acções que possui no capital da Sociedade Agrícola de Rio Frio, mas reserva para si, enquanto for vivo, o usufruto das mesmas acções, incluindo expressamente o direito a receber os respectivos dividendos e a intervir com direito a voto em todas as assembleias gerais...

... seu casamento realizado a 7 do mesmo mês e ano (Dezembro de 1961)...

... Samuel Lupi dos Santos Jorge só exerceu o controlo de Rio Frio durante cerca de dois anos...

... veio a morrer em Janeiro de 1964, com 66 anos...


O Pinhal Novo reservou-lhe uma rua com seu nome (CP 2955-217).

Foi contemplado com a atribuição do grau de “Sócio Honorário” na Sociedade Filarmónica Palmelense "Loureiros" [http://loureiros.associacoes.net]

...


Foi o padrinho de baptismo de José Joaquim Duarte Silva Lupi.


 

Ir para a Página Inicial ou para o Quadro Geral